Música, onde foi parar a contemporaneidade?


Desde os tempos primórdios, a humanidade buscava diferentes tipos de formas de expressão, a pintura, foi a primeira delas, ou pelo menos, é o que se tem relato, a música como conhecemos, só foi se originar quando cientistas da época começaram a estudar o que já havia a seu redor, tipo como o som era formado, e assim descobriram as notas músicas, e desde que as mesma foram descobertas, foram criados inúmeros instrumentos, cada um com um som específico e assim, a música se popularizou absurdamente, grandes cantores eram e são considerados gênios, vários gêneros foram criados para categorizar a música, o Brasil por sua vez, também criou alguns gêneros, como o axé e o funk, outros como o rap foram criados na Jamaica, assim como o reggae, mas o rap ganhou o mundo mesmo, foi nos Estados Unidos.

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

Muitos falam que com o passar do tempo, as músicas vêm perdendo letra, e isso é verdade o processo de evolução da música passa por isso, os primeiros funks, tinham letras gigantes, na medida do possível, para categoria. Já os funks de hoje, têm letras minúsculas, mas que rodam o Brasil, atualmente para uma música “bombar” ela só tem que ter um refrão chiclete, daquele que não sai da sua mente, pronto é sucesso! E chega até a rodar o mundo todo, como a música de Michel Teló, a alguns anos, será que acabaram as músicas de mais de 5 minutos? Hoje a música se resume em meros 2 minutos de refrão, é só aguarda para ver, será que um dia ela não vai ter mais letras apenas uma batida legal, como as eletrônicas ?

Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente