SSP investiga com distintivo da polícia foi encontrado com envolvido em quadrilha

A delegada geral da Polícia Civil de Sergipe, Katarina Feitosa, informou nesta terça-feira (29), que investiga a origem do distintivo da corporação encontrado com um suspeito, que foi assassinado a tiros no domingo (27), no Bairro Siquera Campos, em Aracaju. A reportagem do G1 Sergipe encontrou sites especializados na venda de vários tipos de distintivos da polícia sem exigir o registro profissional.

Segundo a delegada, ele não tinha ligação com a Polícia Civil ou mesmo com a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe. “Não era um colaborador nosso. No momento, estamos investigando a procedência dessa documentação encontrada com ele. Ainda não se sabe se o documento é verdadeiro, se ele se apropriou indevidamente ou se furtou”, afirma, completando que o suspeito tinha antecedentes criminais por furto e porte ilegal de arma.

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

A investigação levanta uma discussão sobre a facilidade de qualquer cidadão ter acesso na internet. A reportagem do G1 encontrou uma página onde vários modelos de distintivos da polícia podem ser comprados sem que seja exigido cadastro ou registro policial.

No dia 21 de agosto, um cliente escreveu na área destinada a perguntas e respostas, de um site de compras que vende uma carteira com distintivo de Polícia Civil Nacional por R$229: “Boa noite, preciso enviar matrícula ou posso já efetuar o pagamento?”. O responsável pelo produto responde: “Bom dia. É só comprar. Não nos responsabilizamos por uso indevido. Os produtos são de uso Exclusivo de Servidores da Segurança Pública”.

O G1 Sergipe entrou em contato com a assessoria de comunicação da SSP de Sergipe para saber se existe algum tipo de fiscalização neste tipo de sites e aguarda a resposta.

Fonte:G1

Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um × quatro =