Nova testemunha no caso da vereadora Marielle

Na última quarta-feira dia 09 de maio, uma testemunha disse algumas coisas sobre o caso do assassinato da vereadora Marielle e do seu motorista.

Um suspeito foi constatado, é o também vereador Marcello Siciliano, Marielle já havia discutido com ele há algum tempo. A discussão iniciou-se assim:

A minha palavra é palavra de mulher, mas vale. Não é só palavra de homem que vale não

E ela ainda continuou, dizendo:

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

Vale mais do que a de meia dúzia aqui que desce fazendo gracinha no elevador para a assessoria com relação às questões do PL da visibilidade lésbica. Então, estou dispondo os microfones, claro que com a anuência da presidência, para que cada um se inscreva para falar no microfone. Não fazer piada no elevador e muito menos achar que palavra de homem é só o que vai valer aqui porque palavra de mulher vai valer também

A testemunha, que agora está sob proteção, disse que no ano passado esse vereador teve uma reunião com o ex-policial militar, Orlando de Oliveira Araújo, nesse encontro ele disse que Marielle estava atrapalhando o mesmo.

Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente