Desembargadora é acusada de venda de decisões judiciais pelo WhatsApp

Mais uma vez alguém de alto cargo foi denunciado. Desta vez foi uma desembargadora, a mesma está sendo acusada de venda de decisões judiciais pelo WhatsApp.

Ou seja, ela recebia para dar uma determinada sentença. A ré é Sergia Maria Mendonça Miranda, do TJ-CE (Tribunal de Justiça do Ceará).

O relator do caso, Herman Benjamin disse que:

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

“As ações imputadas à desembargadora Sergia Maria Miranda Mendonça, única magistrada ainda em atividade e, por consequência, detentora de foro por prerrogativa de função, não se ligam às supostas ações perpetradas pelos juízes aposentados Francisco Pedrosa Teixeira e Valdsen da Silva Alves Pereira”

 

O caso afirma que, ela fez as vendas entre 2012 e 2013, o crime está sendo investigado.

Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente