Moro reafirma que defesa de Lula produz ‘provas desnecessárias’

O juiz Sérgio Moro criticou a postura dos advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em despacho tornado público nesta segunda-feira (7).

Ao deferir parcialmente um pedido de advogados, e solicitar que a Petrobras encaminhe documentações no prazo de 10 dias, Moro reproduziu decisão anterior na qual diz que a defesa do ex-presidente, “ao invés de discutir as questões de fato relevantes no feito, busca ou provocar incidentes de cerceamento de defesa ou a produção de provas desnecessárias”.

Na avaliação do magistrado, a defesa persiste “na requisição de centenas ou mesmo milhares de documentos irrelevantes para o julgamento”.

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

Além disso, acrescenta Moro, vários dos papéis solicitados já estão anexados ao processo.

No fim de julho, a defesa de Lula pediu a juntada de documentos relacionados a contratos feitos entre a Petrobras e consórcios como o Conpar, Refinaria Abreu e Lima e Odetech.

Neste processo, o ex-presidente é acusado de ter recebido propinas da Odebrecht por meio de um terreno onde seria construída a nova sede do Instituto Lula e um imóvel vizinho ao apartamento do petista, em São Bernardo do Campo (SP). Lula nega todas as acusações.

Fonte: G1
Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 × quatro =