Trombose Venosa Profunda saiba o que é, e como se tratar.

Os principais sintomas se apresentam por dores nas pernas, sensação de queimação e mudanças na cor da pele, a Trombose Venosa Profunda (TVP), também conhecida apenas como trombose, é uma doença que requer muita atenção. Segundo registros da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, somente no Brasil, cerca de 120 mil novos casos de trombose venosa profunda são diagnosticados por ano.

Causa da Trombose Venosa Profunda

A trombose é causada pela formação excessiva de coágulos  no sangue. As placas formuladas trombos, além de bloquearem parte do vaso onde se iniciaram, podem se desprender e alcançar pulmões, coração  e cérebro .

As causas da trombose podem ser:

  • Infecção generalizada ou sepse;
  • Danos na parede interna dos vasos;
  • Redução da velocidade de circulação do sangue, que normalmente ocorre em pessoas com muitas varizes;
  • Repouso prolongado, especialmente após cirurgias ortopédicas;
  • Fatores genéticos que levam a uma condição conhecida como hipercoagulabilidade;
  • Câncer, pois muitos pacientes com neoplasias malignas apresentam hipercoagulabilidade;

Sintomas

Quando a área afetada é pequena, não é comum a TVP apresentar sintomas nos pacientes, mas quando ataca uma veia mais profunda, os sinais são esses:

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>
  • Pernas, panturrilhas, pé e os tornozelos doloridos;
  • Sensação de ardência na região afetada;
  • A área afetada fica vermelha ou azul;
  • E o famoso inchaço (edema).

Tratamento

Trombose tem cura, e o tratamento é feito com medicamentos anticoagulantes, uso de meias elásticas, repouso e elevação do membro afetado. O tratamento da trombose também pode incluir a destruição dos coágulos através de medicamentos e procedimentos cirúrgicos, o que garante uma cura rápida da trombose e preveni sequelas graves.

Os principais objetivos do tratamento da trombose são:

 

  • Impedir que o coágulo de sangue (trombo) chegue ao pulmão e provoque uma embolia pulmonar, que pode ser fatal;
  • Evitar a formação de novos coágulos.
Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 1 Average: 1]

Comente