A prática do aborto e seus lados divergentes, os conheça

 

No Brasil, a prática do aborto é considerada um crime contra a vida humana, pelo Código Penal Brasileiro, em vigor desde 1984, prevendo detenção de um a três anos para a gestante que o provocar ou consentir que outro o provoque, o mesmo foi definido assim pois é considerado quase como assassinato já que a mulher mesmo não tendo gerado o filho por completo esta gerando um ser humano, as famílias em geral acham que é um tremendo absurdo o fato de matar um ser sem chance alguma de defesa, mas há quem considere normal, pois ele ainda não veio ao mundo e deve se priorizar seu bem estar e se o mesmo não é planejado provavelmente terá uma vida muito ruim, ai entra outra questão a da educação.

Precisamos educar mais nossos jovens, sobre sexual e suas consequências se feito sem proteção, ou ate se aprofundar mais e tornar o sexo uma coisa comum, quebrar o tabu, assim podendo diminuir o ato do estupro e provocar maior conscientização quanto ao assunto assim diminuído a discussão sobre o aborto pois o mesmo será cada vez mais desnecessário só há um caso em que a maioria concorda que é o melhor para o bem estar de ambos, que é quando o bebe nasce sem cérebro pois ai só estaria adiantando um pouco o inevitável já que é impossível sobreviver sem cérebro, a pena é de um a quatro anos para quem provocá-lo em gestantes com seu consentimento e de três a dez anos para quem o provocar em gestantes sem o seu consentimento.

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

O estupro não é qualificado como crime quando praticado por médico capacitado em três situações: quando há risco de morte para a mulher causado pela gravidez, quando a gravidez é resultante de um estupro ou se o feto for anencefálico (desde decisão do STF pela ADPF 54, votada em 2012, que descreve a prática do aborto como “parto antecipado” para fim terapêutico).

 

Nesses casos, o governo Brasileiro fornece gratuitamente o aborto legal pelo Sistema Único de Saúde. Essa permissão para abortar não significa uma exceção ao ato criminoso, mas sim uma escusa absolutória. Também não é considerado crime o aborto realizado fora do território nacional, sendo possível realizá-lo em países que permitem a prática do aborto.

A sociedade por si só já torna esse um assunto muito polêmico, mas isso aumenta ainda mais quando entra a questão da escolha de uma vida ao invés da outra como acontece na gravidez, a mãe não escolhe abortar seu filho ela escolhe a sua vida ao invés da do seu filho, por que uma vida seria melhor que a outra ? Essa questão deixa muito gente pasma, já outros concordam que a mãe é mais importante que seu filho. Nunca existirá um consenso nesse âmbito, pois vai da opinião de cada individuo e isso e bastante relativo.

Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente