Saiba porque a Floresta Amazônica é um dos maiores bens mundiais

A maior floresta tropical e maior reservatório de água doce do mundo, a Amazônia é hoje uma das Grandes Regiões Naturais do planeta, tendo boa parte de sua vegetação preservada, além de uma vasta diversidade de fauna e flora. Com baixa densidade demográfica, a região é um importante laboratório natural para pesquisas, além de atrair diversas atividades extrativistas.
O bioma detém um terço das reservas de florestas tropicais e o maior banco de diversidade biológica do mundo, além de um patrimônio mineral não mensurado. Acredita-se que a Amazônia absorve e armazena grande quantidade de carbono e tenha um importante papel no equilíbrio climático global.
A bacia amazônica ainda abriga a maior rede hidrográfica do planeta e escoa cerca de um quinto do volume de água doce do mundo, sendo 60% em território brasileiro. Segundo um estudo comparativo da Conservação Internacional (CI), só a Bacia do Rio Negro, um dos afluentes do Amazonas, tem mais água doce do que a soma dos rios de toda a Europa.




>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>
Quase 70% das espécies de mamíferos existentes no Brasil vivem na Amazônia, entre elas a onça-pintada, a suçuarana, o veado, a capivara e o boto cor-de-rosa. Estima-se que pelo menos um terço das espécies de insetos existentes no planeta esteja no bioma, o que representa cerca de 10 milhões. Em relação ao número de peixes, só no Rio Negro, já foram catalogadas 450 dessas espécies, de um total de duas mil espécies estimadas na região. A Amazônia também é o maior habitat de répteis do mundo e abriga, pelo menos, 50 espécies em extinção.




A diversidade biológica da Amazônia está sob forte ameaça. Dentre os vários fatores que põe em risco o bioma, destaca-se a contaminação dos rios e solos por metais pesados, principalmente o mercúrio usado em atividades de garimpo e, principalmente, o desmatamento desenfreado causado pelo uso irregular do solo em atividades agropecuárias e a exploração ilegal da madeira.
De acordo com o último relatório anual do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) sobre o desmatamento na Amazônia, foi devastada uma área de 6.451 km2, taxa projetada para o período 2009/2010 pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes) e que equivale a mais de 4 vezes o território do município de São Paulo.
Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 × 5 =