Desemprego no Brasil, um problema para todas as idades.

 

Desemprego no brasil atinge recordes, e cada dia piora, se nada for feito onde
vamos chegar ?
Milhares de pessoas são demitidas todo dia, as empresas estão enxugando
seus quadros de funcionários para não acabar entrando em falência pois o
mercado esta diminuindo e, ou seja está difícil manter o emprego e mais difícil
ainda é conseguir um, porque se as empresas estão demitindo, a chance de
contratação é zero, e se você é um jovem em busca do primeiro emprego, ai sim,
que sua situação complica e fica difícil manter as esperanças de conseguir da
um rumo a sua vida, o trabalho dignifica o homem, mas sem oportunidade como
o homem pode se tornar digno?

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

Atualmente um jovem passa vários anos estudando, e quando chega a hora de
arrumar um emprego lhe perguntam, se o mesmo tem experiência, como teria
experiência? Já que ele passou vários anos estudando para está apto aquele
emprego, se ninguém dá a primeira chance, não tem como o jovem ter
experiência. Ninguém nasce sabendo é preciso a busca do conhecimento, mas
se não for dada a chance ao jovem como o mesmo poderá ter experiência e
assim alcançar seu objetivo de ser digno com um trabalho, não depender de seus
pais, talvez uma das piores coisas para um homem seja depender, quanto mais
você envelhece, mais vergonhoso é não ter um emprego, e outro ponto, um pai
de família que se vê demitido e tenta um novo emprego ai o que “pesa” contra o
mesmo é o excesso de experiência, tudo coopera para o desemprego, e isso
se agrava muito mais em meio a crise que nosso pais passa, precisamos de
medidas urgentes para a diminuição desse maleficio social.

Segundo Cimar Azeredo, coordenador de trabalho e rendimento do IBGE,
desde o 1º trimestre de 2014, o país perdeu cerca de 3 milhões de postos de
trabalho com carteira assinada. De acordo com o IBGE, a menor desocupação
foi registrada no trimestre encerrado em fevereiro de 2014, quando havia 6,6
milhões de desempregados, ou seja, esse número mais que dobrou em três anos.

“O mercado de trabalho continua a apresentar deterioração. Perdemos mais de
1,8 milhão de postos de trabalho, sendo que cerca de 70% dessa perda foi de
empregos com carteira de trabalho assinada”, diz Azeredo.

Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente