Entenda como funciona a privatização da água, e o que pode mudar.

 

Em uma ação de varias transnacionais juntamente com vários líderes políticos e o presidente do Banco Mundial, tentam uma medida ousada, tornar um bem natural que é a água em uma coisa privada, onde teremos que pagar uma taxa para nós servir da mesma. Como sabemos a fome ainda não foi erradicada do mundo, sendo assim como uma pessoa que não tem dinheiro para comer vai conseguir arcar com mais esse custo.
As nações que mais se apropriam da água em outros países são a China, o Egito, Israel, os Emirados Árabes, o Reino Unido e os Estados Unidos. Já as regiões mais atingidas por estes acordos estão na República do Congo, na Indonésia e nas Filipinas. Os pesquisadores afirmam que cerca de 20% das terras do Uruguai foram submetidas a algum tipo de negociação.  Os responsáveis pelo estudo criticam o fato de que essas ações estão sendo feitas sem ouvir as comunidades locais, sem planejamento e sem uma preocupação com a sustentabilidade ambiental.
Com a privatização da água será mais um lugar onde os donos das multinacionais terá para se enriquecer. E necessário desenvolver uma ampla campanha de informação para a população demonstrando as consequências das privatizações. Em todos os lugares onde se procederam estas iniciativas a qualidade do serviço piorou e ainda se teve que pagar mais por ele, sem contar que houve precarização dos empregos e o aumento do desemprego.

NÃO SAIA AINDA. Você quer ser o primeiro a saber das grandes notícias? Se a resposta for SIM, salve nosso número 075 9 9879-7106 , e manda um OI no WhatsApp, tenha nossas notícias no seu WhatsApp de GRAÇA. Vai continuar mal informado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × cinco =