Entenda a importância das minhocas para a vida no planeta.

Prestadoras dos ‘serviços ecossistêmicos’, elas foram consideradas um dos seres mais importantes para a vida no planeta por Charles Darwin.

Minhocas não são, de forma geral, consideradas fofas. Não têm o mesmo apelo popular de outras espécies, como os pandas, e dificilmente serão alvo das campanhas internacionais de conservação.
Apesar disso, desempenham um papel crucial realizando serviços ecossistêmicos — isto é, os benefícios obtidos da natureza, como a polinização, a purificação do ar e fertilização do solo, essenciais para a sobrevivência humana e outras espécies. O que as minhocas fazem, em resumo, é arejar a terra ao escavá-la sem parar e, assim, a tornam fértil.

Em um ranking de espécies mais influentes feito pelo pesquisador da Universidade de Cambridge Christopher Lloyd, no livro “What On Earth Evolved: 100 Species That Changed the World”, espécies de minhocas foram consideradas aquelas com impacto mais significativo sobre a vida na Terra.
Na lista das “espécies que mudaram o mundo”, elas estão acima dos seres humanos e das cianobactérias, responsáveis pelo suprimento de oxigênio na atmosfera e nos oceanos.

O site The Conversation elencou cinco razões pelas quais devemos nos importar com as minhocas:
1- Elas reciclam matéria orgânica Minhocas quebram a matéria orgânica e fertilizam o solo porque estão constantemente se alimentando e deixando seus excretos — extremamente nutritivos — no solo. Esses nutrientes, junto com bactérias que elas liberam, são benéficos para as plantas. E podem ser mais eficazes para estimular o crescimento de plantações do que fertilizantes industriais.
2- Revolvem a terra essa é, provavelmente, a função desempenhada pelas minhocas mais difundida: o arejamento e a mistura da terra realizados por elas conforme se movem faz com que mais nutrientes cheguem à superfície, o que também ajuda a prevenir a inundação e a erosão do solo — um solo mais “fofo” é mais capaz de absorver água.

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

3- São bons termômetros da qualidade do solo por serem organismos muito sensíveis a toxinas presentes no solo, como metais pesados e resíduos de pesticidas, a análise da saúde e da população de minhocas presentes no solo é uma boa ferramenta para detectar a poluição e o impacto do uso dado à terra, como o cultivo intensivo. Se a terra está poluída ou esgotada, as minhocas vão sentir.
4- Ajudam a recuperar solos danificados Ao mesmo tempo, elas podem criar soluções para solos que sentem o impacto da ação humana. Pesquisas mostram que minhocas podem ajudar a recuperar solos afetados pela mineração. Elas também podem restaurar solos degradados nos trópicos.
5- São fonte de alimento para outros animais Ricas em proteínas, elas servem de alimentos para diversas espécies de animais, entre elas muitos tipos de pássaros.

Darwin e as minhocas
A valorização das minhocas já era defendida pelo naturalista britânico Charles Darwin, que se dedicou a estudá-las durante mais de três décadas. Em 1881, Darwin publicou “The formation of vegetable mould, through the action of worms” (“A formação do solo enriquecido com matéria orgânica, por meio da ação das minhocas”, em tradução livre).
Nesse estudo, Darwin detectou pela primeira vez pequenas bolas de cálcio que as minhocas expelem na terra. Uma pesquisa realizada nas Universidades de Reading e York, no Reino Unido, e divulgada em 2013 mostrou que as fezes das minhocas podem ser usadas para medir temperaturas de outras épocas, ajudando a descobrir condições climáticas de outros tempos.
De acordo com a pesquisa, a presença do cálcio nas fezes de minhocas permite que cientistas estudem o clima e variações de temperatura em sítios arqueológicos de milhões ou de centenas de milhões de anos.

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × 4 =