Entenda a infelicidade e as suas fases

A infelicidade na fase mais complexa da vida

Ser adolescente nunca foi algo fácil: seu corpo evolui constantemente, os hormônios ficam a flor da pele, as perguntas começam a exigir respostas mais complexas e se apaixonar começa a ir bem além das páginas do diário.

Os principais afetados

Porém, estudos têm comprovado, que esse enigma tem se tornado ainda maior, causando uma profunda infelicidade e a resposta para isso está bem na ponta dos dedos. Sem dúvidas os maiores companheiros de manhãs, tardes, noites e possivelmente, madrugadas são os principais vilões: redes sociais e smartphones. A pesquisa feita por escala, a chamada de (Monitoring the Future) com alunos do 9º ano do fundamental, até o 3º ano do ensino médio, onde cada número representa o nível de felicidade ou infelicidade de 1 a 3.

Os estudantes tinham uma média de 13 até 18 anos de idade, apontando que durante os anos 90 a 2000 o índice de felicidade e autoestima eram surpreendentemente bons, porém a pesquisa feita nos anos seguintes demonstra queda nesse nível, onde a maioria dos entrevistados declarou sentir uma certa “infelicidade”.

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

Os 4 cantos do mundo

A pesquisa também foi feita em outros países como os EUA, e apontou uma queda drástica no bem-estar da maioria dos adolescentes do país, onde quase todos relataram ter um smartphone, ou usam com frequência as redes sociais. A teoria é sustentada pela análise de vários grupos de adolescentes, e o tempo em que eles assistem TV, usam celulares e realizam atividades relacionadas a aparelhos eletrônicos. Outros estudos também foram feitos com outros jovens que possuíam os mesmos aparelhos: foi pedido que eles ficassem sem usar as redes sociais por uma semana.

E a conclusão?

Essas pessoas se sentiram mais felizes e com a sua autoestima crescente durante esse período, tendo como consequência a maior satisfação com a vida e uma maneira positiva de encarar sentimentos e até mesmo problemas.

Desligue-se mais de eletrônicos, aproveite a vida ao máximo, não sendo radical em suas atitudes e sim, sendo coerente e positivo, curta mais momentos com as pessoas que você gosta e não abra mão de ser feliz, dê valor as coisas que você têm e as coisas imateriais da vida, por consequência, as coisas corretas da vida feitas com vontade e gosto terão suas recompensas.

Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente