Petróleo, entenda sua composição, e os piores acidentes já causados.

A palavra petróleo significa “óleo da pedra”, e isto se deve ao fato de ser encontrado, geralmente, impregnado em determinadas rochas porosas denominadas arenito, localizadas em camadas geológicas sedimentares. O petróleo é uma mistura complexa de compostos orgânicos, principalmente hidrocarbonetos, associados a pequenas quantidades de outras classes de compostos que contêm nitrogênio, oxigênio e enxofre.

Há inúmeras teorias sobre o surgimento do petróleo, porém, a mais aceita é que ele surgiu através de restos orgânicos de animais e vegetais depositados no fundo de lagos e mares, sofrendo transformações químicas ao longo de milhares de anos. Substância inflamável, possui estado físico oleoso e com densidade menor do que a água. Sua composição química é a combinação de moléculas de carbono e hidrogênio (hidrocarbonetos).

O petróleo além de gerar gasolina, que é usada como combustível para grande parte dos automóveis que rodeiam no mundo, vários produtos são derivados do petróleo como, por exemplo, a parafina(usada para fazer velas), gás natural, produtos asfálticos, nafta petroquímica, querosene, solventes, óleos combustíveis, óleos lubrificantes, óleo diesel e combustível de aviação.

Problemas causados pelo petróleo.

Por se tratar de um produto com alto risco de contaminação, o petróleo provoca graves danos ao meio ambiente, quando entra em contato com às águas de oceanos e mares ou com a superfície do solo. Vários acidentes ambientais envolvendo vazamento de petróleo (seja de plataformas ou navios cargueiros) já ocorreram nas últimas décadas. Quando ocorre no oceano, as consequências ambientais são drásticas, pois afeta os ecossistemas litorâneos, provocando grande quantidade de mortes entre peixes e outros animais marítimos.

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

Veja alguns dos acidentes causados pelo vazamento de petróleo.
1. Guerra do Golfo / Kuwait

Em 1991, as tropas iraquianas abriram as válvulas dos poços de petróleo do Kuwait, que havia sido invadido, para reduzir a oferta desse recurso mineral.
Um do motivos apontado pelo presidente iraquiano, Saddam Hussein, foi que o Kuwait estava prejudicando o Iraque no comércio de petróleo, vendendo o produto por um preço muito baixo. Com isso, o Iraque estaria perdendo mercado consumidor e precisando baixar o preço de seu petróleo no mercado internacional. Para diminuir os prejuízos, o Iraque pediu uma indenização milionária ao governo do Kuwait. O governo do Kuwait não aceitou a reivindicação de indenização e não efetuou o pagamento.
O resultado foi um derramamento de aproximadamente 240 milhões de galões de petróleo bruto no Golfo Pérsico. A mancha de óleo atingiu uma área de mais de 700 quilômetros de costa, além de causar danos irreparáveis a biodiversidade e a integridade física do Golfo.

2. Golfo do México.
Considerado o maior desastre acidental da história. Em 20 de abril de 2010, um vazamento de gás provocou uma explosão na plataforma de exploração Deepwater Horizon, a 6,4 quilômetros da costa do estado norte-americano de Louisiana, no Golfo do México. O acidente matou 11 pessoas e originou o vazamento que liberou aproximadamente 206 milhões de galões de petróleo na água. O desastre no Golfo também afetou a economia local, prejudicando a indústria pesqueira, o comércio e o turismo na região. Estima-se que três mil pessoas perderam o emprego.

3.Atlantic Imperatriz.
Ocorrido em 1979, dois navios cargueiros de óleo colidiram no dia 19 de julho. O Atlantic Empress levava, respectivamente, 276 mil, e o outro navio 200 mil toneladas de petróleo bruto. Quando estavam a poucos quilômetros da Ilha de Tobago os dois navios colidiram, e aconteceu uma explosão. O fogo foi responsável pela morte de 26 tripulantes.

Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente