Reforma da Previdência Social GARANTE abolir a aposentadoria! Entenda por que.

 

O assunto vem sendo muito discutido, podemos inclusive dizer que o tema “viralizou”, a reforma da previdência social é algo de total importância para a sociedade, embora podemos afirmar que boa parte de população nunca ouviu falar nesse termo. A previdência social é uma forma de te prevenir, prevenir contra desemprego, contra doenças, acidentes e por fim, a velhice. Funciona da seguinte forma, você vai contribuindo para o órgão do governo que é responsável por recolher todo o dinheiro, que é o INSS, quando alguma das 4 alternativa superiores acontecem, você está legalmente apito a receber tal dinheiro. Na pratica é assim: quando o sujeito perde o emprego, (estando dentro das normas), ele pode optar por fazer a retirada desse dinheiro, da mesma forma segue para doenças, uma vez que a mesma impossibilite trabalho. Acidentes, que podem ser dentro da empresa a qual trabalha ou não, também te dão direito, e claro, por velhice.

>>Clique no nosso número para ter notícias de graça 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

Porém, o governo quer aumentar o tempo de contribuição para 49 anos, até então são 25, ou seja, o cidadão terá que trabalhar toda a vida, sem ser demitido, e sem parar, pois, não importa que você trabalhe 49, 55 ou 60 anos, o que eles querem é contribuição, cada um de nós, “temos” que pagar o INSS por 49 anos. A idade para a aposentadoria também tem alteração, passará a ser 65 anos, em um pais como o Brasil, que dificilmente uma pessoas consegue tal façanha. Outra coisa que a reforma propõem, é a igualdade na aposentadoria, homens e mulheres precisam ter 65 anos para conseguirem o programa, um pais onde todo o trabalho de casa é delas, um pais machista, onde vários cargos de empregos têm o salario reduzido para o sexo feminino, e mesmo assim, querem fazer tamanha injustiça.




Essa proposta de mudança é gerada das dificuldades que o Brasil vem passando, as pessoas até pagam o INSS, mas o governo usa para pagar outras contas, tanto licitas, quanto ilícitas, assim, o governo vai pegando dinheiro emprestado, a divida aumentando, e novas formas para quitar as dividas são desenvolvidas, nosso pais devia R$ 85.000.000.000 bilhões em 2015, esse ano, a estimativa é que chegue a R$ 180.000.000.000 bilhões, conclusão, o dinheiro sai dos nos bolsos, e para nos bolsos dos governantes.

Se essa proposta for aceita, uma mulher que vier a perder seu marido por morte(ou vice-versa), deverá escolher, entre a pensão, ou a aposentadoria, sendo que, o dinheiro pago será metade do que ela tem direito, então, ela deverá cuidar dos filhos, da casa, ter um emprego,(já que não será suficiente), e claro, contribuir para o INSS, é justo? É possível?

Uma boa parte da nossa sociedade tinha o pensamento de que, todo o dinheiro contribuído iria voltar, assim que o individuo se aposentasse, porém, não é dessa forma, provavelmente, levando em consideração a estimativa de vida dos brasileiros, uma pessoa não pega nem a metade do que contribuiu, em teoria, esse dinheiro era para está nas escolas, hospitais, e assim, sucessivamente, mas claro não é isso que vemos.

Em media, quem mora em cidades mais desenvolvidas, têm a provável chance de viver mais do que pessoas de cidades menos desenvolvidas, ou seja, uns vão sair em vantagem, os mortos vão ter contribuído para os vivos. O mais “interessante” de tudo isso, é saber que essa é uma proposta do Governo Temer, cidadão que se aposentou aos 55 anos, com um pequeno salario de R$ 30.000,000.

Caso tenha gostado, adicione 5 estrelas!
[Total: 0 Average: 0]

Comente