5 aplicativos de celular que foram PROIBIDOS

Os aplicativos foram criados para adicionar mais funções aos nossos celulares, mas bem no início da era digital, existiam algumas empresas que pensando em ganhar muito dinheiro fazendo o que as pessoas queriam, fizeram alguns aplicativos impróprios como:

IBoobs

Esse era um dos aplicativos que tempos depois seria banido da apple store, pois nesse app o principal objetivo era brincar com seios femininos, você podia balançar chacoalhar, jogá-los para um lado e para o outro e qualquer pessoa podia baixar, até crianças, daí os pais não gostaram muito da ideia do app e começaram a pedir o seu banimento e em 2010 a apple baniu vários aplicativos indevidos como esse.

Dirty fingers

Nesse app você fingia que sujava a tela do celular, e aparecia uma garota de biquíni para limpar a tela do celular, a mesma fazia várias poses eróticas bem afim de enlouquecer os jovens.

>>Não saia sem adicionar nosso número em sua agenda, para não perder as novidades, depois basta mandar um "OI" no WhatsApp 75 99879-7106. TOTALMENTE DE GRAÇA!! >>

Puff

Mais um aplicativo que foi proibido na apple store, da mesma empresa que os 2 apps anteriores esse app tinha o objetivo de levantar os vestidos das mulheres virtuais, que apareceriam no mesmo, você podia fazer isso apertando no botão para soprar ou passando o dedo, e quanto mas rápido passasse o dedo mais levantava o vestido.

Isnort

Esse app era um simulador de droga, você simulava estar usando drogas e servia para o usuário ter a sensação de estar usando cocaína e por motivos óbvios ele foi banido.

Phone story

Nesse aplicativo o objetivo era comandar uma fábrica de celulares, até ai nenhum problema, o problema começa quando para fazer os celulares você tinha que escravizar crianças e chineses, uma clara critica à própria apple e outras produtoras de celulares, além do fato de que escravizar, nem que seja em um jogo é totalmente inaceitável.

Esses app ainda podem ser baixados na play store, mesmo tendo esse tipo de conduta, mas eles são pagos.

Comente